Brasil

‘Quero continuar presidente, não dá pra dar um golpe, não?’, brinca Bolsonaro em Cúpula do Mercosul

Crédito: Alan Santos/ PR

Jair Bolsonaro e presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez Benítez, na Cúpula do Mercosul (Crédito: Alan Santos/ PR)

SÃO PAULO, 6 DEZ (ANSA) – O presidente Jair Bolsonaro fez uma piada sobre golpe militar ao líder paraguaio, Mario Abdo Benítez Benítez, durante a cúpula do Mercosul realizada em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul.

“Quero continuar presidente, não dá pra dar um golpe, não? Tudo, quando eles perdem, dizem que é golpe. É impressionante, né?”, brincou Bolsonaro, ao transmitir a presidência temporária do Mercosul ao colega paraguaio e sem perceber que os microfones ainda estavam ligados. O brasileiro se referia aos partidos e movimentos de oposição. O episódio ocorreu ontem (5), durante a reunião de chefes de Estado e de Governo do Mercosul. O evento foi marcado pelo clima político na América Latina, que enfrenta protestos populares, eleições e mudanças de governo.

Durante as sessões públicas, a maioria dos participantes da cúpula do Mercosul, incluindo Bolsonaro, fez apelos de democracia. “A defesa de democracia também é um pilar essencial ao Mercosul”, comentou Bolsonaro, enquanto o argentino Mauricio Macri afirmou que seu país “compromisso com a democracia, com a liberdade e com os direitos humanos”. (ANSA)