Esportes

No Castelão, Fortaleza ganha do Bahia e torcida pede permanência de Rogério Ceni

O Fortaleza se despediu do Campeonato Brasileiro com vitória. A equipe cearense bateu o Bahia por 2 a 1, neste domingo, em partida realizada na Arena Castelão lotada, em Fortaleza, válida pela 38.ª e última rodada. No final do jogo, a torcida do clube cearense fez um mosaico para pedir a permanência do técnico Rogério Ceni em 2020.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

O público de 52.552 pessoas foi recorde. É o maior da competição na Arena Castelão, ultrapassando a partida entre Ceará x Santos, que contou com 49.809 torcedores.

Tanto Fortaleza como o Bahia terminam o Brasileirão classificados para a Copa Sul-Americana de 2020. Invicto há sete jogos, o clube cearense termina na nona posição com 53 pontos – com 15 vitórias, oito empates e 15 derrotas. O baiano encerra na 12.ª colocação com 49 – foram 12 vitórias, 13 empates e 13 derrotas.

Desde o começo do jogo, os times buscaram o ataque. Quem criou a primeira chance foi o Fortaleza com Osvaldo, aos oito minutos. Ele bateu de fora da área e o goleiro Douglas defendeu sem susto. Quatro minutos depois, o próprio Osvaldo abriu o marcador. Gabriel Dias cruzou pela direita e o atacante, sozinho, fez de cabeça. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Aos 24 minutos, o Fortaleza quase ampliou com Bruno Melo, que pecou na hora da conclusão. O Bahia teve grande chance de empatar aos 30. Gilberto recebeu passe, avançou sozinho até a entrada da área cearense, mas parou na excelente defesa de Felipe Alves. Aos 32, os baianos conseguiram o empate com Artur. Ele cobrou falta, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro.

Na etapa final, o Bahia esteve melhor nos primeiros 20 minutos. Logo aos quatro, Élber aproveitou bate e rebate na área e bateu rasteiro; Felipe Alves defendeu. Aos 11, Artur, de falta, quase virou para os baianos.

Na primeira chance do time da casa, Kieza chutou em cima do goleiro do Bahia, que evitou o gol com a perna. Aos 21 minutos, Kieza cruzou, Wellington Paulista escorregou e a bola sobrou livre para Osvaldo, que desperdiçou chance clara.

Os times seguiam procurando o ataque, mas esbarravam na hora do último passe. Aos 32 minutos, o Fortaleza marcou o gol da vitória. Gabriel Dias cruzou para trás e Tinga marcou. Festa na Arena Castelão.

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 2 x 1 BAHIA

FORTALEZA – Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Bruno Melo e Carlinhos; Felipe, Araruna e Edinho (Tinga); Romarinho (Kieza), Wellington Paulista e Oswaldo (Matheus Alessandro). Técnico: Rogério Ceni.

BAHIA – Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Wanderson, Juninho e Moisés; Gregore, Ronaldo (Fernandão) e João Pedro (Lucca); Artur (Shaylon), Gilberto e Élber. Técnico: Roger Machado.

GOLS – Osvaldo, aos 12, e Artur, aos 32 minutos do primeiro tempo; Tinga, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Carlinhos e Gabriel Dias (Fortaleza); Shaylon (Bahia).

ÁRBITRO – Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ).

RENDA – R$ 875.696,00.

PÚBLICO – 52.552 pagantes.

LOCAL – Arena Castelão, em Fortaleza (CE).

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea