Cultura

No Brasil, fãs seguem idols e fazem grupos covers

O glossário dos fãs de K-pop é bem específico. Eles se referem aos integrantes dos grupos como idols. Quando lança o 1.º clipe, o grupo não estreia: debuta. Aliás, não é clipe que se fala, mas, sim, MV (music video). Essa pequena aula foi dada por três fãs brasileiros, na Av. Paulista, num domingo, após um evento de dança de K-pop. As estudantes Caroline Umezaki, de 19 anos, e Sayuri Hioki, de 17, fazem parte do grupo cover de K-pop Black Energy. As sete integrantes do grupo costumam ensaiar as coreografias no Centro Cultural São Paulo, assim como outros grupos covers. “Passou de um estilo musical para um estilo de vida. Comecei a dançar, instiga a gente a conhecer outras culturas, línguas”, diz Sayuri, que descobriu K-pop aos 10 anos. Caroline conheceu aos 11. A faixa etária dos fãs abrange, em média, dos 10 aos 15 anos. Mas Caroline e Sayuri levaram essa paixão adiante. O estudante Dallson Freitas, de 21, também. “Não via diferença entre o pop no Brasil e nos EUA”, diz Dallson, até ele descobrir o K-pop. Hoje, faz parte de quatro grupos covers.

Fundador da K.O. Entertainment, Lucas Jötten transformou a admiração pelo K-pop em negócios. A empresa dele, baseada em São Paulo, desenvolve eventos focados em cultura coreana e K-pop, além de produzir os grupos de B-pop High Hill (cuja música Não Sou Obrigada está na trilha da novela As Aventuras de Poliana, do SBT) e EVE, que se inspiram no K-pop. Para Lucas, essa onda coreana pelo mundo é significativa. “Entrar no mercado americano é uma vitória para o artista não americano.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

Brasil k-pop MÚSICA