Economia

Nível do PIB da indústria de construção está 30% abaixo de pico visto em 2014

O crescimento da formação bruta de capital fixo (FBCF, conta dos investimentos) no terceiro trimestre, de 2,0% ante o segundo trimestre do ano e de 2,9% na comparação com o terceiro trimestre de 2018, contribuiu positivamente para o avanço do Produto Interno Bruto (PIB) e foi puxado pela construção civil, mais especificamente pelo setor imobiliário.

A alta de 4,4% da indústria da construção civil ante o terceiro trimestre de 2018 foi a segunda leitura positiva nessa base de comparação (no segundo trimestre de 2019, houve alta de 2,4% ante igual período de 2018), quebrando uma sequência de 20 trimestres de queda na construção civil.

“A construção cresceu nesses dois trimestres, mas ainda está 30% abaixo do pico”, afirmou Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisadora, o nível máximo do valor adicionado da indústria da construção foi atingido no primeiro trimestre de 2014.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar