Esportes

Níjni Novgorod investiu pesado para ter a Copa

MOSCOU, 13 JUN (ANSA) – Conhecida por ter sido uma potência industrial, a cidade de Níjni Novgorod investiu pesado em sua infraestrutura para receber a Copa do Mundo de 2018.   

Chamada de Gorky nos tempos da União Soviética, em homenagem ao escritor Maxim Gorky, Níjni Novgorod foi fundada em 1221, pelo príncipe Yuri Vladimir, em uma localização estratégica, e é considerada uma das joias comerciais e industriais do Império Russo.   

Para não ser confundida com Veliky Novgorod, a cidade é conhecida entre os russos como Níjni e está localizada no encontro entre os rios Volga e Oka. Devido a seus áureos tempos no século 19, a cidade abriga diversas mansões construídas por ricos comerciantes da época e que, com o tempo, se tornaram símbolos arquitetônicos locais.   

Outro ponto turístico é o Kremlin de Níjni Novgorod, um muro de pedras utilizado anteriormente para proteger a cidade contra ataques inimigos. Hoje existem 12 torres de observação, e cada uma abriga um museu com itens arqueológicos e militares.   

A escadaria de Chkalov, criada em 1943 como símbolo da vitória da União Soviética contra o nazismo, é um dos destinos mais procurados pelos turistas. Ela começou a ser construída após a vitória dos soviéticos na batalha de Stalingrado.   

Para a Copa do Mundo, Níjni revitalizou seus parques e seu tradicional cais, bem como outras estruturas urbanas. A cidade inaugurou um novo terminal no aeroporto de Strighino e uma nova estação de metrô nas proximidades da Arena Nizhny Novgorod.   

O moderno estádio da cidade possui capacidade para 45 mil pessoas e receberá os apaixonados torcedores de Argentina, Inglaterra, Suécia e Coreia do Sul. A arena sediará, ainda, uma partida das oitavas de final e outra das quartas.   

Apesar de ser a quinta cidade mais populosa da Rússia, ultrapassando a marca de 1,2 milhão de habitantes, Níjni não vem brilhando no futebol local nos últimos anos. A principal equipe de lá, o Volga, foi fechada em 2016 por causa de problemas financeiros. Com isso, o novo estádio será casa do Olimpiyets, que disputa a segunda divisão do Campeonato Russo. (ANSA)