Esportes

Neymar tenta, mais uma vez, levar o PSG ao sonhado título da Liga dos Campeões

Neymar inicia nesta terça-feira mais uma tentativa de levar o Paris Saint-Germain ao tão cobiçado título da Liga dos Campeões. O time francês estreia na competição contra o Manchester United, no Parque dos Príncipes, em Paris. A partida começa às 16h (horário de Brasília).

Contratado do Barcelona em 2017 por 222 milhões de euros (quase R$ 1,5 bilhão na cotação atual), o atacante brasileiro é, ainda hoje, o jogador mais caro da história, mas fracassou em todas as tentativas anteriores de ajudar o clube francês a se transformar em campeão europeu. Na última temporada, chegou à final, mas acabou derrotado pelo Bayern de Munique.

Neymar é o maior símbolo da obsessão do xeque Nasser Al-Khelaifi, dono do PSG, em busca da Liga dos Campeões. Desde 2017, o PSG já gastou R$ 3,6 bilhões somente em novos jogadores para conquistar o título continental. Embora o PSG ganhe praticamente tudo na França, a falta de um título da Liga dos Campeões incomoda.

Ser campeão europeu no Paris Saint-Germain também pode aproximar Neymar do seu objetivo pessoal de ganhar o prêmio de Melhor do Mundo pela Fifa. Depois de uma década de amplo domínio da dupla Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, a disputa parece estar mais aberta agora.

Para poder estar 100% fisicamente para a estreia de hoje, Neymar foi poupado da partida contra o Nimes na última sexta-feira, pelo Campeonato Francês. O PSG, no entanto, não deverá ter vida fácil, pois está sem Verratti e Paredes, machucados. Em relação ao time da temporada passada, saíram o zagueiro Thiago Silva, agora no Chelsea, e o atacante Cavani, que foi para o Manchester United.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Para essa terça-feira, o objetivo de Neymar e do técnico Thomas Tuchel é mostrar que o PSG superou a saída de jogadores importantes e continua forte. “A temporada passada acabou e agora somos uma equipe diferente. Meu desafio é criar um bom ambiente em um time muito unido”, disse o treinador

HISTÓRICO – Em 2018, na primeira temporada de Neymar no PSG, a equipe caiu nas oitavas de final diante do Real Madrid. Com uma fissura no quinto metatarso do pé direito, o brasileiro ficou de fora do jogo decisivo.

Na temporada seguinte, o roteiro se repetiu. Neymar sofreu nova lesão no mesmo pé e não participou do confronto decisivo com o Manchester United nas oitavas de final. Pior: o atacante xingou o árbitro nas redes sociais e recebeu uma punição de três partidas de suspensão.

Livre as lesões, este ano o brasileiro se mostrou uma liderança técnica dentro e fora de campo. Decisivo, esteve bem cotado para ser eleito o melhor jogador do torneio, mas acabou derrotado pelo Bayern de Munique na final. Desolado, caiu no choro.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel