Esportes

Neymar marca, PSG bate Borussia Dortmund e está nas quartas da Liga dos Campeões

Neymar marca, PSG bate Borussia Dortmund e está nas quartas da Liga dos Campeões

Neymar fez um gol, armou as principais jogadas, cavou a expulsão de um adversário e liderou o Paris Saint-Germain na vitória, por 2 a 0, nesta quarta-feira, que classificou a equipe francesa para as quartas de final da Liga dos Campeões. No primeiro jogo, na Alemanha, o time da casa vencera por 2 a 1.

Neymar foi contratado junto ao Barcelona, em 2017, por 222 milhões de euros, para ser o líder do PSG em uma conquista inédita da Liga dos Campeões. Depois de ficar de fora por causa de contusão em 2018, na desclassificação para o Real Madrid, e em 2019, na eliminação para o Manchester United, o astro brasileiro foi decisivo diante do Borussia Dortmund.

Com a classificação, fica afastado, pelo menos momentaneamente, um possível retorno do craque para o Barcelona nesta temporada. Neymar chorou e vibrou demais com a classificação após o apito final.

O primeiro tempo foi quase perfeito para o Paris Saint-Germain. Depois de assustar a torcida francesa, ao cair e sentir muitas dores no ombro direito, logo aos seis minutos, Neymar assumiu a organização das jogadas, fazendo dupla com o argentino Di Maria.

Bem marcado em sua saída de bola, o Borussia foi impedido de construir os perigosos contra-ataques, liderados pelo norueguês Haaland.

Com o domínio do jogo, o PSG quase abriu o placar, aos 24 minutos, com o uruguaio Cavani. O centroavante surgiu livre, bateu forte, mas a bola desviou no pé direito do goleiro Bürki e saiu, raspando a trave direita.

Mas o primeiro gol francês não demorou. Após escanteio batido pela direita, a defesa alemã falhou grotescamente e Neymar, de peixinho na pequena área, fez 1 a 0. O atacante correu em direção ao banco de reservas e festejou muito com o amigo Mbappé, preservado por causa de uma amidalite.

Em desvantagem, o Borussia foi para o ataque, mas trombou no bom sistema defensivo do PSG. Tenso, acabou perdendo a bola em seu campo. O time francês trocou passes rapidamente e Sarabia foi lançado pela direita. O cruzamento encontrou Barnat, que só desviou de Bürki: 2 a 0, aos 45 minutos.

O segundo tempo começou nervoso, com as equipes exercendo forte marcação. O jeito foi agredir nas bolas paradas. Di Maria cobrou muito bem uma falta, mas Bürki fez grande defesa, aos oito minutos.

O Borussia tentou pressionar, mas faltou criatividade para o time alemão. Haaland, a joia norueguesa, sofreu forte marcação.

A situação dos alemães piorou quando Mbappé substituiu Sarabia, aos 17 minutos. A partir daí, todos os lances de ataque do PSG reuniram o talentoso jovem francês e Neymar.

Os últimos minutos foram de pressão total do Borussia, enquanto o PSG apostou nos contra-ataques. O problema dos alemães foi a falta de talento para criar jogadas e a grande atuação do zagueiro brasileiro Marquinhos. Com isso, as poucas chances vieram de chutes de longe de Brandt e Emre Can.

O nervosismo tomou conta do Borussia e Emre Can acabou sendo expulso, ao fazer uma falta sobre Neymar. Os dois discutiram e o jogador do time alemão empurrou o brasileiro, o que lhe valeu o cartão vermelho.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Fotos íntimas de apresentadora italiana são vazadas em aplicativos de mensagens no Brasil
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior