VARIEDADES

Neymar cobrou US$ 50 mil para autografar 600 figurinhas

Já CR7 cobrou US$ 175 mil para dar sua assinatura em mil cromos

Neymar e Cristiano Ronaldo faturaram milhares de dólares para autografar figurinhas que foram vendidas pela Panini, informou o site “Football Leaks” em publicação do jornal “El Mundo” nesta quarta-feira (7).

Enquanto o brasileiro faturou US$ 50 mil (R$ 169,5 mil) para autografar 600 figurinhas com sua imagem em 2013, o que dá US$ 83 (R$ 281) por peça, CR7 ganhou US$ 175 mil (R$ 593,2 mil) em 2015 para autografar mil cromos. Entre outros detalhes revelados pelo “Football Leaks”, está uma cláusula do contrato do astro português de que nenhum empregado seu poderá falar sobre a vida pessoal do jogador por até 70 anos sob pena de receber uma multa de 300 mil euros (cerca de R$ 1 bilhão).

Já o italiano Mario Balotelli tinha uma cláusula no contrato que exigia “bom comportamento” e pagava 1 milhão de libras (R$ 4,3 milhões) por isso. Outro ponto revelado pelo “El Mundo” é que o argentino Ezequiel Lavezzi cobrou do Hebei Fortune mais de US$ 56,7 milhões (R$ 192,2 milhões) por 23 meses de trabalho, ou seja, recebeu US$ 57 (R$ 193) por minuto de contrato.