Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Não haverá mais jogos das competições europeias de futebol até novo aviso na região separatista da Transnístria, anunciou a Uefa nesta sexta-feira.

“De acordo com as decisões tomadas anteriormente pelo Comitê Executivo da Uefa em vista da escalada do conflito militar que levou à invasão do território ucraniano pelo exército russo, o Comitê Executivo da Uefa decidiu hoje que nenhum jogo de competições da Uefa será realizado na região da Transnístria até novo aviso”, disse o órgão do futebol europeu em um comunicado.

Esta decisão afeta essencialmente o clube de maior destaque da região, o Sheriff Tiraspol, que participou em 2021-2022 pela primeira vez na sua história da Liga dos Campeões, e até venceu por 2 a 1 o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu na fase de grupos.

O Sheriff Tiraspol, que joga na liga da Moldávia, jogará a primeira pré-eliminatória da Liga dos Campeões contra o bósnio Zrinjski Mostar nos dias 6 e 13 de julho. O jogo de volta foi inicialmente agendado para o estádio Bolshaya Sportivnaya Arena.

Agora o clube deve “propor um estádio substituto (que deve respeitar os regulamentos da Uefa) fora da região da Transnístria para seus jogos em casa”, disse a Uefa.

A região separatista da Transnístria (4.100 km² e 465.000 habitantes), apoiada pela Rússia, é um território estreito entre o sul da Ucrânia e a Moldávia. Após uma breve guerra, foi separada da Moldávia.

O Sheriff Tiraspol conquistou o título de campeão da Moldávia pela sexta vez consecutiva.

jr/fbx/iga/aam