Geral

Neguinho da Beija-Flor diz que resultado no Rio valorizou enredos críticos

O cantor Neguinho da Beija-Flor, intérprete da azul e branco de Nilópolis, disse que o resultado do campeonato da sua escola e da Paraíso do Tuiuti, que ficou em segundo, é consequência dos enredos que expressaram o pensamento da sociedade brasileira. “Ganharam duas escolas que falaram aquilo que o povo gostaria de falar, para os governantes, há muito tempo”, afirmou.

Para o intérprete da Beija-Flor o samba-enredo que recebeu nota máxima e era o quesito desempate, contribuiu para a conquista do título porque era um samba forte. “Veja o que aconteceu com a Tuiuti, também tinha um excelente samba. Os melhores sambas do carnaval, e olha as colocações das escolas. O samba é primordial. Na minha concepção, um bom samba é 70% de um bom desempenho”, contou.

Mas nem tudo é alegria no título da Beija Flor. Laíla, diretor de Carnaval da escola, saiu do Sambódromo reclamando das dificuldades que enfrentou na preparação do carnaval. Disse que precisou de muito empenho para impedir uma crise na agremiação e mandou um recado ao presidente de honra, Anísio Abraão David.

“Eu vou te pedir, Anísio, se eu não te sirvo me manda embora cara. Deixa eu ajudar o irmão que está necessitando, o Jayder [Jayder Soares, presidente de honra da Escola de Samba Acadêmicos do Grande Rio] está necessitado e ele é nosso irmão”, disse, dando o sinal de que pode se transferir para escola de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A escola foi uma das duas que caíram para o grupo da Série A. A outra foi o Império Serrano.

Tuiuti

Na Tuiuti, o diretor de carnaval Thiago Monteiro disse que a conquista do vice-campeonato foi o resultado do trabalho de um grupo. “Acabamos de mostrar que, com trabalho e dedicação, [a escola] pode ser competitiva. Parabéns para o grupo. Parabéns à Beija Flor, parabéns a Nilópolis, mas está aí a Tuiuti”, indicou.

O presidente da Mangueira, escola que ficou na quinta colocação, disse que não discute resultado da disputa, mas acrescentou que a escola fez o papel dela na avenida. “A Mangueira fez a parte dela e os jurados entenderam de outra forma, eu respeito”, disse. Ele pediu ainda que a comunidade da Mangueira que continue confiando nele como sempre fez.