Tecnologia & Meio ambiente

Negociadores sobre clima denunciam obstáculos dos EUA

Negociadores sobre clima denunciam obstáculos dos EUA

Um ativista ambiental usa máscara de Trump em Bangcoc, em 8 de setembro de 2018, para denunciar a posição de Washington sobre a mudança climática - AFP

Mesmo depois de sua saída do acordo de Paris sobre mudança climática, os Estados Unidos continuam interferindo nas negociações internacionais – denunciaram neste sábado (8), em Bangcoc, participantes da reunião preparatória para a COP24.

“Os Estados Unidos não estão mais no jogo, mas continuam impondo as regras”, criticou um negociador de primeiro nível, referindo-se a uma delegação americana que participou do encontro para “envenenar” os debates.

Segundo este responsável e outras fontes ouvidas pela AFP, que pediram para não serem identificadas, Washington quer impedir que se estabeleça um marco estrito para financiar um plano de ação global, o que obrigaria a uma maior transparência.

“Os negociadores americanos travaram, de forma ativa, qualquer tipo de progresso”, criticou Harjeet Singh, do grupo de proteção do meio ambiente ActionAid, questionado pela AFP.

Até o momento, a AFP não obteve resposta do lado americano sobre esse assunto.

Em Bangcoc, no âmbito de uma jornada mundial para reivindicar ações urgentes contra a mudança climática, cerca de 200 manifestantes se reuniram diante da sede regional da ONU, onde acontece até domingo esta reunião de preparação para a próxima cúpula do clima, a COP24. O evento será realizado na Polônia dentro de três meses.