Esportes

Náutico e Operário-PR fazem jogo movimentado, mas ficam no 0 a 0 nos Aflitos

Apesar de terem realizado um jogo bem movimentado e com muitas chances de gol, Náutico e Operário-PR não saíram do 0 a 0 no estádio dos Aflitos, nesta terça-feira, no Recife, pela segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Esse foi o primeiro ponto conquistado pelo Náutico, que vinha de uma derrota por 3 a 1 para o Avaí na estreia, na Ressacada, em Florianópolis. Já o Operário, que venceu o primeiro jogo, contra o Figueirense, por 3 a 1, no Germano Kruger, em Ponta Grossa, chega agora a quatro pontos ficando abaixo apenas do Juventude na tabela. Líder, o time de Caxias do Sul venceu os dois jogos que disputou, contra CRB e Sampaio Corrêa.

O primeiro tempo teve dois momentos distintos. O Náutico tomou conta das ações e criou lances de perigo, passando perto de abrir o placar com o atacante Kieza e o meia Jean Carlo, mas as finalizações passaram raspando à trave defendida por Rodrigo Viana.

Aos poucos, o Operário equilibrou a partida e passou a responder. Na melhor chance do time visitante, Thomaz arriscou de fora da área e obrigou Jefferson a praticar boa defesa.

A segunda etapa também começou com o Náutico mais presente no campo de ataque, mas foi o Operário quem assustou. Julinho cruzou da esquerda e Jefinho completou de cabeça com muito perigo, mas a bola novamente saiu pela linha de fundo.

O jogo ficou aberto, com os dois times criando boas chances, mas faltava pontaria para abrir o placar. Kieza ainda teve mais duas boas chances, mas foi bloqueado pela defesa do Operário e o jogou terminou mesmo em empate sem gols.

O Operário volta a campo na próxima sexta-feira, quando enfrenta o América-MG, no Independência, em Belo Horizonte, pela terceira rodada da Série B. No sábado, o Náutico recebe o CRB em mais uma partida no estádio dos Aflitos.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 0 x 0 OPERÁRIO-PR

NÁUTICO – Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga e Erick Daltro (Kevyn); Rhaldney, Djavan (Matheus Trindade), Dadá (Bryan), Jean Carlos (Brítez) e Jorge Henrique (Erick); Kieza. Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

OPERÁRIO-PR – Rodrigo Viana; Sávio, Bonfim, Ricardo Silva e Julinho; Mazinho, Marcelo (Schumacher), Tomas Bastos e Thomaz (Jean Carlo); Douglas Coutinho (Maranhão) e Jefinho (Lucas Batatinha). Técnico: Gerson Gusmão.

ÁRBITRO – Vinícius Dias Araújo (SP).

CARTÕES AMARELOS – Kevyn, Rhaldney, Djavan e Bryan (Náutico); Marcelo e Tomas Bastos (Operário).

LOCAL – Estádio dos Aflitos, no Recife (PE).

Veja também

+Após ficar internada, mulher descobre traição da mãe com seu marido: ‘Agora estão casados’

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea