O Dia

Natureza rica e democrática

Parque do Atalaia, a 30 minutos do centro, abriga ampla diversidade de fauna e flora, e reúne cinco trilhas acessíveis por todo tipo de pessoa

Macaé — Lazer, saber, história e ciência, tudo isso em contato com a natureza. É o que oferece o Parque Municipal Atalaia a seus visitantes, a apenas 27km do centro de Macaé. Por seus 235 hectares, 75% deles de mata fechada, espalham-se uma riqueza de fauna e flora, e traços da história da formação do país e da cidade que não devem ser desperdiçados pelos macaenses ou moradores da região. No primeiro semestre deste ano, 3.182 pessoas resolveram essa questão.
Localizado no distrito de Córrego do Ouro, o bosque é um passeio convidativo para todo tipo de pessoa, mesmo aquelas com limitações em se movimentar. Seja para apenas um dia de refúgio em contato com o meio ambiente, um passeio de estudos da escola, ou para os mais aventureiros, o Parque Atalaia apresenta a opção adequada, com cinco trilhas com diferentes níveis de exigência física.

O Parque Municipal Atalaia, em Macaé, oferece lazer, história e muita diversidade de fauna e flora, em cinco trilhas de diferentes níveis de exigência, acessíveis a todo tipo de pessoa – Divulgação prefeitura de Macaé

Como a trilha dos “Sentidos”, um pequeno trajeto de 80 metros que pode ser percorrido por idosos, crianças e portadores de necessidades especiais. Ou a “Mirante”, que leva o visitante ao longo de 800 metros de Mata Atlântica até um mirante com uma vista extasiante, em 35 minutos de uma caminhada inesquecível.
“Essa é a trilha mais contemplativa, com o Mirante, de onde se observam as árvores, uma figueira centenária e o riacho”, apresenta o biólogo Alexandre Bezerra, coordenador do parque.
No que era a antiga Fazenda Atalaia, o Parque foi usado como a primeira fonte de abastecimento de água potável de Macaé, e essa memória pode ser contemplada numa trilha de 1,7km, que leva duas horas entre ida e volta.
“Nela podemos ver onde foi o centro de captação de água que funcionou no início do século passado”, conta Bezerra.

O Parque Municipal Atalaia, em Macaé, oferece lazer, história e muita diversidade de fauna e flora, em cinco trilhas de diferentes níveis de exigência, acessíveis a todo tipo de pessoa – Divulgação prefeitura de Macaé

Outro momento de contato com as raízes históricas se dá na trilha “Ruínas”, com 1,2km em que se observam os resquícios de construções de mais de 100 anos, possivelmente erguidas por escravos.
A ainda um trajeto exclusivo para pesquisas científicas e estudos acadêmicos, numa trilha de 1,5km que permite o contato até com animais em extinção. Essa, porém, só pode ser percorrida com autorização expressa.
O Parque Municipal Atalaia, administrado pela secretaria de Ambiente e Sustentabilidade, fica aberto a visitação de quarta a domingo, das 9h às 16h. Apenas para grandes grupos, a partir de 15 pessoas, é preciso fazer agendamento prévio, no e-mail agendamento.atalaia@gmail.com.