Tecnologia & Meio ambiente

Nasa apresenta novos trajes espaciais mais flexíveis e de tamanho único

Nasa apresenta novos trajes espaciais mais flexíveis e de tamanho único

A engenheira da Nasa Kristine Davis usa o futuro traje xEMU, em Washington em 15 de outubro de 2019 - AFP

Menos rigidez para se mover com mais facilidade: os trajes que os astronautas americanos usarão para caminhar na Lua nos próximos anos, como parte do programa Artemis, foram apresentados nesta terça-feira pela Nasa.

Estes modelos são protótipos que ainda não foram testados no espaço e cujo design ainda deve ser terminado.

O regresso à Lua está previsto oficialmente para 2024 com a missão Artemis 3, embora este cronograma ainda seja incerto devido a atrasos e problemas de financiamento.

Os trajes só devem ficar prontos em 2023.

Na frente de uma enorme bandeira americana na sede da Agência Espacial dos Estados Unidos em Washington, os engenheiros vestiram os trajes para a imprensa.

Os trajes anteriores, que foram usados para caminhar na Lua nas missões Apollo (1969-1972), fornecem oxigênio aos astronautas, reciclam o ar, regulam a temperatura e protegem contra a radiação.

Os engenheiros da Nasa estiveram trabalhando durante anos em uma versão melhorada, especialmente para a eliminação de dióxido de carbono.

Na realidade haverá dois tipos de traje: um para caminhar na Lua, branco com bandeiras azuis e vermelhas, chamado “xEMU” (acrônimo em inglês de Unidade móvel de exploração extraveicular), e outro para o trajeto entre a Terra e a Lua, mais leve e de cor laranja, batizado “Orion Crew Survival Suit”, o traje de sobrevivência para a tripulação da cápsula de Orion.

O modelo xEMU será mais flexível, conforme demonstraram os engenheiros da Nasa.

“Lembrem-se que durante os anos da Apollo, Neil Armstrong e Buzz Aldrin pulavam como coelhos no solo lunar. Agora será possível caminhar”, disse Jim Bridenstine, chefe da Nasa.

E como demonstrou a engenheira Kristine Davis, os astronautas terão muito mais liberdade de movimento: poderão levantar os braços acima da cabeça, o que não era possível com os trajes Apollo; também poderão agachar facilmente para pegar rochas lunares, sem se arriscar a perder o equilíbrio e cair.

Outra inovação importante é que o novo traje foi desenhado para se adaptar a todos os tamanhos, tanto para homens como para mulheres.