Esportes

Nas cobranças de pênaltis, o Salgueiro é campeão Pernambucano de forma inédita

É a primeira vez na história que uma equipe do interior vence o Estadual de Pernambuco

Nas cobranças de pênaltis, o Salgueiro é campeão Pernambucano de forma inédita

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O Salgueiro é primeiro time do interior a ser campeão na história de Pernambuco! Em pleno estádio Arruda, após empate em 0 a 0 no tempo normal, o Carcará foi mais eficiente nas cobranças de pênalti, venceu o Santa Cruz por 4 a 3, conquistou o título Estadual de forma inédita e acabou com a hegemonia dos times da Capital.

A partida

O primeiro lance mais agudo da finalíssima do Campeonato Pernambucano aconteceu aos 12 minutos e causou polêmica. Pipico passou para Fabiano, o lateral cruzou para o meio da área e Jeremias bateu de primeira para balançar as redes do goleiro Tanaka. Porém, o assistente errou ao marcar impedimento do lateral Fabiano.

O Santa Cruz continuou no ataque, no entanto, passou a levantar a bola na aérea em cobranças de escanteio e falta em busca do primeiro gol. Porém, bem postada, a defesa do Salgueiro foi muito eficiente e conseguiu neutralizar as tentativas do Tricolor.

O Carcará cansou de só se defender, foi ao ataque tentar a sorte e por pouco não abriu o placar. Renato arriscou de fora da área e a bola passou lambendo a trave do goleiro Maycon.

O Santa Cruz não quis ficar por baixo e quase marcou também em chute de fora da área. Jeremias acertou um potente chute, mas Tanaka estava ligado no lance e conseguiu fazer uma ótima defesa.

O segundo tempo começou morno e com as duas equipes mais cautelosas e sem arriscar muito, até porque qualquer erro poderia ser fatal.

Chance de perigo mesmo só aos 18 minutos. Em cobrança de falta de muito longe para o Salgueiro, Ciel resolveu chutar direto para o gol e obrigou Maycon a fazer boa defesa.

O lance ligou o sinal de alerta no Santa Cruz que partiu para cima do Salgueiro em busca do primeiro gol. Das chances criadas pelo Tricolor, a mais perigosa surgiu em finalização de Didira, mas que parou no goleiro Tanaka.

Com o passar do tempo, o temor de tomar o gol foi inibindo as duas equipes que passaram administrar o resultado e deixando para o título pernambucano fosse decidido nas cobranças de pênaltis.

E nas penalidades o Salgueiro foi mais eficiente, venceu por 4 a 3 e conquistou o título inédito do Campeonato Pernambucano.

Veja também

+Cidadania divulga calendário de pagamentos da extensão do auxílio emergencial

+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea