Esportes

Nápoles inicia procedimentos para rebatizar estádio San Paolo

NÁPOLES, 30 NOV (ANSA) – A Prefeitura de Nápoles iniciou nesta segunda-feira (30) os procedimentos administrativos para rebatizar o Estádio San Paolo, casa do Napoli, com o nome do ex-craque Diego Armando Maradona.   

Os membros das comissões de Toponomástica e de Esportes de Nápoles se reuniram e definiram um documento com as propostas da mudança. Ele será encaminhado para o prefeito da cidade, Luigi De Magistris.   

O documento sublinha que Nápoles foi sortuda em “acolher um grande campeão” e um homem que soube “encarnar seu povo”. A comissão ainda afirmou que Maradona fez um “sonho impossível se tornar realidade”.   

O texto ainda afirma que a mudança do nome do San Paolo é um “dever do coração”, já que Maradona auxiliou o Napoli a atingir os pontos mais altos do futebol.   

A morte de Maradona provocou uma enorme comoção entre os napolitanos. O mudança do nome do estádio do time azzurro é uma forma de homenagear tudo o que o ex-craque fez com a camisa do Napoli.   


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

O argentino viveu alguns dos melhores anos de sua carreira em Nápoles e levou o clube da cidade aos seus primeiros e únicos títulos na Série A, nas temporadas 1986/87 e 1989/90, além das conquistas da Copa da Itália, da Supercopa Italiana e da Copa da Uefa. (ANSA).   

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel