ISTOÉ Gente

‘Não tem casamento que resista à uma privada entupida’, diz Porchat

Crédito: Reprodução/Globo

Em entrevista ao programa Conversa com Bial na madrugada desta quarta-feira (14), o apresentador e comediante Fábio Porchat revelou que assim que começou a quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus sua rotina em casa mudou completamente e até as privadas entupiram.

“Segurar um casamento na quarentena já é duro, e com privada entupida, não há condição. É impossível!”, disse o apresentador.

Porchat conta que, para resolver o problema, recorreu aos seus seguidores no Twitter para que lhe dessem dicas de como desentupir as privadas.

“Eu recorri à voz do povo e aí me ensinaram táticas para cuidar da casa. Me falaram para usar sabão em pó, jogar água fervida por cima e depois dar descarga”, conta o comediante. “Bial, quando aquilo desceu, desceram junto as angústias e as mazelas da população brasileira. Que coisa maravilhosa. Eu dormi melhor!”, brinca Porchat.

Com muito bom humor, o comediante conta que comprou até um robô aspirador e deu a ele o nome de Túlio, por considerar o eletrodoméstico uma maravilha, em referência ao jogador Túlio Maravilha.

A entrevista do comediante para o apresentador Pedro Bial teve como gancho a estreia de seu programa “Que História É Essa, Porchat?”, originalmente do canal GNT, e que deve estrear nesta quinta (15) na grade da Globo, após o “The Voice Brasil”.

ESPECIAL DE NATAL DO PORTA DOS FUNDOS

Perguntado por Bial, Porchat deu detalhes de como será o próximo especial de Natal do Porta dos Fundos, canal de humor do YouTube no qual Porchat é um dos sócios, além de ator e roteirista.

Ele conta que, geralmente, começa a escrever os especiais de Natal do canal em março, mas com o início da pandemia decidiu aguardar para ver como as coisas se resolveriam, no entanto o tempo foi passando e quando chegou em maio ele pensou que não conseguiriam mais gravar, uma vez que a quarentena se estenderia por muito mais tempo.

Foi aí que Gabriel Esteves, um dos roteiristas do Porta dos Fundos, sugeriu que eles fizessem uma paródia do documentário indicado ao Oscar “Democracia em Vertigem”, de Petra Costa, só com depoimentos, o que facilitaria as gravações por conta do isolamento social. E foi aí que surgiu a ideia para o especial “Teocracia em Vertigem”.

“É a verdadeira história por trás do golpe que levou à crucificação de Jesus Cristo”, conta Porchat. “Desde o momento da votação até a ressurreição, o que será que aconteceu ali?”, completa.

Em cenas do especial, há diversas piadas misturando a temática religiosa com referências à política nacional, como o famoso PowerPoint do procurador da Lava Jato Deltan Dallagnol, que ao centro trazia o nome do ex-presidente Lula, e que no especial mostra o nome de Jesus, além da frase que diz que não há provas, mas convicções para incriminar Jesus.

Também há um trecho em que um personagem aparece questionando por que é que foram depositadas 89 mil moedas de prata na conta da ex-mulher de Judas, em referência aos R$ 89 mil depositados por Fabrício Queiroz e sua esposa na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro.



Veja também
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio