ISTOÉ Gente

“Não sou contra os homens, mas a favor das mulheres”, diz Suzana Pires

“Não sou contra os homens, mas a favor das mulheres”, diz Suzana Pires

A atriz, roteirista e diretora Suzana Pires foi a entrevistada da live da IstoÉ Gente na última quarta-feira (1). Em conversa com o jornalista Rafael Ferreira, ela contou sobre os bastidores das novelas, sua atuação no cinema e na criação dos roteiros. Suzana é filósofa e há dois anos criou o Instituto Dona de Si, uma organização social que começou com uma coluna em revista feminina. Hoje, entre as multitarefas que desenvolve, ela ajuda a impulsionar e a aumentar a atuação das mulheres nos mercados de audiovisual, moda, gastronomia, literatura e design de games. “É um acelerador de talentos femininos”, resume.

A ideia da Suzana mistura negócio com empreendedorismo social. Com efeito, o projeto é as “mulheres terem poder sobre si”. Seu trabalho já conseguiu “empoderar” milhares de mulheres.  “Não sou contra os homens, mas a favor das mulheres. Não é feio as mulheres serem ambiciosas”, entende. “Plena não é hashtag, ser plena é um estado”, filosofa.

Aos 42 anos, a “multi suzana” na troca de ideias mergulhou nas personagens das novelas e falou sobre sua carreira. “A filosofia me deixou segura”, avalia. Nos últimos 15 anos, Suzana teve dois contratos com a Globo, um de atriz e outro como autora. Atuou em vários humorísticos e novelas, entre elas Fina Estampa (2011), atualmente no ar – “A única coisa que eu não gostei de fazer na novela foi a cena do tiro. Não é confortável você levar um tiro, nem que seja de brincadeira” – , e Bom Sucesso (2019). Suzana escreveu para a série Os Caras de Pau (2010-2011) e foi autora de Sol Nascente, novela das seis exibida em 2016. “Comecei a carreira cantando na varanda”, diverte-se. “Mas escrevo desde criança”, diz.

A atriz ainda não sabe quando voltará a atuar na TV. “Deve ser logo que passar a quarentena”, avalia. Sobre a construção de seus personagens, Suzana revelou: “Costumo criar os personagens a partir de uma música. É importante para que eles tenham uma respiração antes de entrar em cena. A gente é a maneira que respira”, entende.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

No futuro pós-pandemia, ela se anima para a chegada aos cinemas da comédia De Perto Ela Não É Normal. O filme tem no elenco um time com Angélica, Cristina Pereira, Ivete Sangalo, Marcelo Serrado, Marcos Caruzo, Gabi Amarantos, entre outros. Suzana assina o roteiro, dirige e produz, além de te interpretar três personagens, dentre eles a protagonista, uma mulher comum que decide tomar o controle da própria vida. “Ela decide viver a sua potencialidade e essa trajetória de chegar lá”; antecipa.

Na live, Suzana conta que o  filme “é uma história divertida e inspiradora. Conta-se a trajetória de uma mulher em busca de si mesma e de seu projeto de felicidade. Ao longo dos anos, ela se inspira em diversos arquétipos femininos contemporâneos: a mulher casada, a de atitude, a inteligente, a bem sucedida, a deprimida, a iluminada e a desesperada. É muito divertido”, adianta. “O cinema é um lugar em que a gente tem um pouco mais de tempo para trabalhar. “Hoje eu me sinto mais preparada para esses personagens mais arriscados”, diz e finaliza: “Eu vou estar sempre na televisão também. Posso ficar um pouquinho lá afastada, mas depois eu volto”, conclui.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

suzana pires