Um dos principais nomes da história do Los Angeles Lakers, Shaquille O’Neal conseguiu acumular uma riqueza considerável durante os anos em que esteve jogando na NBA. Além disso, fora das quadras, o ex-pivô conseguiu fazer campanhas publicitárias e frequentemente participa de ações que lhe rendem bons ganhos.

+ Glória Perez dá depoimento de mais de 20h para série sobre morte da filha
+ Modelo portuguesa de 24 anos é encontrada morta na Itália
+ Fabíola Reipert descarta gravidez após passar mal ao vivo na Record
+ Devendo R$ 3 milhões em pensão alimentícia, goleiro Bruno compra carrão

Entretanto, Shaq não pretende deixar toda sua herança aos seus filhos, pelo menos é o que o ex-jogador de basquete disse em entrevista ao ‘The New York Post’.

“Meus filhos são mais velhos. Eles estão um pouco chateados comigo e não me entendem. Eu digo a eles o tempo todo: ‘Nós não somos ricos, eu sou rico’. Eles têm que ter um diploma de bacharel e depois se eles quiserem que eu invista em uma de suas empresas, devem apresentar o projeto. Eu não vou dar nada de dinheiro”, ressalta.

A justificativa usada pelo ex-pivô do Miami Heat é que seus filhos devem fazer sua própria caminhada e ser merecedores do seu próprio esforço.

Assine nossa newsletter:

Inscreva-se nas nossas newsletters e receba as principais notícias do dia em seu e-mail

“Há uma regra: Educação. Não me importo se eles jogam basquete. Não me importo com nada disso. Tenho seis filhos. Gostaria que um deles fosse médico, dono de um fundo de hedge, um farmacêutico, advogado, empresário, alguém que cuide do meu negócio. Mas digo que não vou dar nada. Eles têm que merecer”, completa.

Além da visão volta para meritocracia na vida dos filhos, O’Neal não se considera uma celebridade, mesmo sendo considerado uma lenda do Lakers, uma das principais franquias do basquete norte-americano.

“Não quero estar nessa categoria. Eles são loucos. Essas pessoas são loucas pela forma como tratam os outros, o que fazem, o que falam. Nunca fui assim. Não quero ser olhado assim. Sou uma pessoa normal que ouviu, perseguiu os seus sonhos e os cumpriu. Venho do nada e só porque o alcancei não significa que sou melhor do que você, mais inteligente ou porque tenho mais dinheiro significa que sou melhor. Nunca fui assim e eu nunca serei”, avalia.


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias