Economia

‘Não é caso de bloquear carne do Brasil’, diz indicado para Agricultura dos EUA

O indicado para ocupar o posto de secretário da Agricultura dos EUA, Sony Perdue, disse que seu país não deve bloquear as importações de carne do Brasil por causa de preocupações surgidas por um suposto esquema de corrupção envolvendo autoridades sanitárias e frigoríficos. Esse tipo de atitude, alertou, poderá resultar em futuras retaliações comerciais por parte do Brasil e também de outros países. A informação consta de nota, emitida pelo Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) e divulgada nesta sexta-feira, 24, pelo Ministério da Agricultura.

“Já sabemos que tivemos alguma influenza aviária altamente patogênica, e alguns países responderam bloqueando produtos avícolas dos EUA”, diz ele na nota. “Portanto, sendo (um problema) localizado, eu não quero punir um país dessa forma.”

Os EUA não suspenderam a compra de carne do Brasil, mas apertaram a fiscalização. Desde o último dia 18, todas as cargas passaram a ser reinspecionadas.

Por decisão própria, o governo brasileiro parou de emitir licenças de exportação para as 21 plantas que foram alvo da operação.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel