“Não é bom que isso aconteça”, diz senador Nelsinho Trad sobre briga de Salles e Ramos

Crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado

Nelsinho Trad, Senador do PSD-MS (Crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado)

Como o senhor viu a briga do ministro Ricardo Salles com o general Ramos?
Sabe aquele time em que, na preleção dentro do vestiário, um jogador briga com o outro? É claro que durante o jogo o resultado não será bom. É o que está acontecendo no governo.

Atrapalha a unidade do governo na tomada de decisões?
Não é bom que isso aconteça. O Brasil precisa se unir e olhar para a frente. Tem muita gente necessitada depois da pandemia e nós precisamos de união para lhes dar melhores condições de vida.

O que o senhor acha da politização das vacinas?
Quem vai aprovar as vacinas será a Anvisa. Não será o Senado, o presidente ou o Doria. E depois que a Anvisa aprová-las, todos vão querer tomar, seja ela chinesa ou inglesa.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Ticiane Pinheiro posa de maiô decotado e internautas suspeitam de gravidez
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.