Esportes

Nadal se diz ‘empolgado’ com Roland Garros, que ainda não foi confirmado

O tenista espanhol Rafael Nadal, número dois do mundo, afirmou que está “empolgado” para jogar em Roland Garros, embora tudo dependa de como vai evoluir a pandemia da COVID-19, que levou o número dois do mundo a desistir de participar do US Open (Aberto dos Estados Unidos).

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

“Está em minha mente e estarei me preparando para isso, mas temos que esperar pelos eventos”, disse Nadal numa entrevista por vídeo à imprensa.

“Nas últimas semanas, a situação parece ter piorado um pouco, mas minha esperança e minha intenção seriam estar presentes se as condições permitirem”, insistiu Nadal.

O espanhol quer se preparar para a temporada de saibro da Europa, praticamente reduzida ao torneio em Roma (20 a 27 de setembro) e Roland Garros (27 de setembro a 11 de outubro), após o cancelamento do Masters 1000 de Madri (12 a 20 de setembro).

“Quando chegar a hora, veremos como estará a situação na Europa e se ela estará sob controle ou não”, acrescentou o espanhol, que desistiu do US Open, que ao lado do Australian Open, Roland Garros e Wimbledon são os quatro principais torneios do circuito mundial.

“Sou o atual campeão (do US Open), mas meu coração me diz que não é hora de fazer longas viagens sem saber o que pode acontecer. Decidi ficar em casa em Mallorca, onde a situação parece boa e sob controle, e aguardar oportunidades futuras”, destacou Nadal, acrescentando ter tomado a decisão após consultar sua família.

O espanhol não quis entrar na discussão sobre a realização ou não do torneio americano em meio à pandemia.

“Hoje é difícil dizer o que é certo e o que não é. Estamos diante de uma situação sem precedentes e esperamos que o torneio seja realizado da melhor maneira possível”, declarou.

“Tomei minha decisão, mas respeito que outros tenistas estejam em situações diferentes e precisem jogar porque precisam ganhar dinheiro depois de alguns problemas financeiros após alguns meses sem renda”, afirmou.

Nadal também revelou que fez vários exames médicos e que tudo deu certo e considerou o recente cancelamento Masters 1000 de Madri, que se junta à fase final da Copa Davis na capital espanhola, “uma situação desagradável”.

gr/gh/lca

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

Tópicos

ESP tênis