Esportes

Nadal e Zverev vencem e vão à terceira fase do Aberto da Austrália

O tenista espanhol Rafael Nadal, número 5 do mundo, se classificou para a terceira fase do Aberto da Austrália ao derrotar0 o alemão Yannick Hanfmann (126º) em Melbourne em três sets, parciais de 6-2, 6-3 e 6-4.

Contra Hanfmann, adversário que lutou até o fim, Nadal se mostrou muito sólido fisicamente em uma partida que durou 2 horas e 42 minutos.


O maiorquino, que teve 30 winners contra 26 erros próprios, precisou de cinco match points para fechar a partida.

Apesar do placar, Nadal teve que se concentrar para vencer e no final do jogo elogiou o adversário.

“Hoje seu nível foi muito mais alto do que indica sua classificação no ranking”, disse Nadal, de 35 anos.

Na próxima rodada, na sexta-feira, Nadal buscará a vaga nas oitavas de final contra o russo Karen Khachanov (30º), que derrotou o francês Benjamin Bonzi (63º).

O espanhol, vencedor do Aberto da Austrália em 2009, confirmou o seu bom nível, após uma primeira vitória sobre o americano Marcos Giron (66º) depois de meses de ausência para tratar uma lesão no pé e ter contraído a covid-19 em dezembro.

Contra Hanfmann, adversário a quem já havia derrotado em 2019 na primeira fase de Roland Garros, Nadal acumulou sua 71ª vitória no Grand Slam australiano.

Nadal, cuja temporada de 2021 foi prejudicada por uma lesão no pé, comentou com repórteres: “Eu disse isso antes do torneio, as coisas não serão perfeitas”.

“Mas a cada dia que passo na quadra, as chances de jogar melhor aumentam. Acho que estou fazendo as coisas bem. As coisas podem melhorar e tenho que melhorar. Quero continuar no torneio”, acrescentou o maiorquino, que após a ausência de Novak Djokovic faz dele o único no torneio masculino que sabe o que é vencer o Aberto da Austrália.

– Zverev avassalador –

Também nesta quarta o alemão Alexander Zverev, número 3 do mundo, foi implacável ao bater o australiano John Millman (89º) por 6-4, 6-4 e 6-0 em menos de duas horas de jogo e também avançou à terceira fase.

“Me sinto bem, venci!”, comemrou o alemão. “O clima foi fantástico, espero que seja ainda mais forte daqui para frente”, acrescentou, apesar da torcida aplaudir seu adversário australiano.

“Eu estava preparado para que todos ficassem contra mim e me vaiassem”, confessou, e explicou: “A favor ou contra, o que gosto é que haja uma atmosfera”.

Zverev, que busca um primeiro troféu do Grand Slam após a final perdida no US Open 2020, se confirma como um dos favoritos ao título.

Na terceira rodada, o campeão olímpico vai enfrentar o moldavo Radu Albot (124º e vindo do qualy) na sexta-feira.

ig/pel/zm/mas/iga/chc/aam