Esportes

Nadador Wendell Belarmino treina para Paralimpíada em túnel de vento

Nadador Wendell Belarmino treina para Paralimpíada em túnel de vento

Wendell em túnel de vento (Foto: Reprodução)

O nadador Wendell Belarmino, atleta brasileiro que está na Paralimpíada de Tóquio, conta com uma tecnologia especial na preparação. Ele treina em túneis de vento, pois é deficiente visual e precisa melhorar a sensibilidade e o equilíbrio para se manter na raia. A informação foi divulgada pelo ge.

+ Brasil conquista quatro medalhas no segundo dia dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Veja o resumo!


+ O tempo é aliado e inimigo do Corinthians na negociação para contratar Willian

+ Clubes espanhóis decidem não liberar jogadores para seleções da América do Sul

Wendell compete na classe S11 com outros deficientes visuais. Todos utilizam óculos pintados de preto, para evitar que alguém tenha alguma vantagem mínima. E dessa forma todos precisam treinar muito bem o instinto e a sensibilidade para seguirem retos na mesma raia.

O brasileiro explicou, em entrevista para o portal Rede do Esporte, que os treinos nos túneis de vento são essenciais para isso. “Voar me ajuda muito na consciência corporal. Serve para conhecer meu corpo, perceber o meu movimento. O ar é sutil. Na água tudo também é sutil. Se puxo uma braçada e ela não está retinha, se um dedo fica um pouco mais para cima que o outro, o nado não sai bom e vou para um lado ou para o outro. Melhorei muito a questão de percepção espacial depois de começar a voar. É incrível”.

Wendell é favorito na prova dos 50m livre e também competirá nos 100m borboleta, nos 200m medley e no revezamento misto 4x100m até 49 pontos.