Economia

Na Volkswagen, coronavírus não ameaça estoque

O presidente da Volkswagen América Latina e Brasil, Pablo Di Si, disse nesta quinta-feira, 20, que a empresa importa diversos componentes da China e que os estoques atuais “são suficientes para algumas semanas”. Várias fábricas no país estão paradas em razão do surto do coronavírus.

Segundo ele, como navios com carregamentos de peças levam de quatro a seis semanas para chegar ao Brasil, é possível que logo haja mais peças à disposição. “Lógico que nossa cadeia de fornecedores foi afetada, mas acreditamos que não teremos problemas.” Um terço das 33 fábricas que o grupo tem na China está sem operar por causa da epidemia./ C.S.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel