Esportes

Na lanterna do Brasileirão, Avaí acerta saída do técnico Geninho

Na lanterna do Campeonato Brasileiro, o Avaí aproveitou a parada para a Copa América a fim de realizar mudanças na comissão técnica. A diretoria do clube catarinense anunciou na noite desta segunda-feira a saída do técnico Geninho. A despedida foi na derrota diante do Palmeiras, por 2 a 0, em São Paulo.

O treinador ficou um ano e 28 dias no comando do clube e conquistou o acesso à elite do futebol nacional e um título estadual. Foram 32 jogos, com 13 vitórias, nove empates e dez derrotas. Se somada a primeira passagem, entre os anos de 2014 e 2015, foram 111 partidas, com 45 triunfos, 32 derrotas e 34 empates.

“Geninho nos ajudou muito em suas duas passagens, conquistando acessos e o título de campeão catarinense deste ano. Deixa as portas abertas para um dia retornar ao Avaí, quem sabe como CEO do futebol. De imediato, estamos trabalhando, junto com o departamento de futebol, para definirmos o novo treinador e anunciá-lo o quanto antes”, comentou Francisco José Battistotti, presidente do Avaí.

O comandante também se despediu da equipe. “Tenho muito carinho pelo Avaí e uma amizade muito grande pelo Battistotti. Acredito que com a minha saída, o novo treinador conseguirá ter sucesso. Sei do potencial desta equipe e da força que tem o Avaí”, concluiu.

Agora, o Avaí tem um pouco de um mês para definir o nome do seu novo treinador para dar sequência ao trabalho de Geninho no Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso da equipe é no dia 13 de julho, às 21h, na Arena Castelão, frente ao Fortaleza.

Entre os nomes disponíveis no mercado, especulam-se os de Jair Ventura, ex-Santos e Corinthians, Alberto Valentim, ex-Vasco, Zé Ricardo, ex-Botafogo, Thiago Larghi, ex-Atlético-MG, e de Lisca, ex-Ceará.