Esportes

Na lanterna, Chapecoense encara Palmeiras e sonha com volta das vitórias

Afundada na lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas 16 pontos e sem vencer há mais de dois meses, a Chapecoense tenta acreditar ser possível se livrar do rebaixamento à Série B de 2020. E há quem acredite que dá inclusive para surpreender o Palmeiras, nesta quarta-feira, às 21 horas, mesmo atuando no Allianz Arena, na capital paulista. Este milagre é possível, pelo menos, segundo o técnico Marquinhos Santos.

“É preciso ter coragem, independente da equipe que está do outro lado, entender que temos jogadores aqui com qualidade, e que falta um pouco de coragem para que a gente possa implementar um jogo ofensivo, de construção, para buscar as vitórias”, avaliou o treinador.

Contra ele pesa a marca negativa de ainda não ter vencido desde que chegou ao clube após o acesso com o Juventude na Série C. Até agora foram sete derrotas e dois empates, o último em casa diante do também ameaçado Cruzeiro, por 1 a 1. Mesmo com o empate saindo com um gol aos 50 minutos do segundo tempo, ele acredita que possa ter sido o momento do início de uma virada.

“Eu creio que esse ponto conquistado contra o Cruzeiro possa, lá na frente, ser um ponto da salvação. Mais do que isso, o torcedor e a equipe sentiram que dá para jogar contra os nossos adversários” reforçou Marquinhos Santos. “É preciso ter coragem para buscar algo mais diante de um time tão bem credenciado quanto o Palmeiras”, concluiu.

Pelo menos duas alterações estão certas no time titular. O atacante Everaldo está novamente à disposição após cumprir suspensão e entra no lugar de Régis. Artilheiro da equipe, com oito gols, ele chegou a ser dúvida por causa de dores no tornozelo, mas foi liberado pelo departamento médico. Também voltando de suspensão, o volante Márcio Araújo será improvisado na lateral direita, no lugar de Bryan. Titular da posição, Eduardo continua tratando de uma inflamação na tíbia.