Esportes

Na estreia de Mancini, Atlético-MG e CSA empatam em jogo movimentado no Rei Pelé

Na estreia de Vagner Mancini, o Atlético Mineiro fez uma partida movimentada contra o CSA e empatou por 2 a 2, no Rei Pelé, nesta quarta-feira, em duelo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, que teve três gols no segundo tempo e o meia Vinícius expulso.

O CSA, apesar de ser o mandante, optou por apostar nos contra-ataques diante do Atlético-MG, tendo aberto o placar com Alecsandro e conseguindo evitar a derrota nos minutos finais, com o pênalti convertido pelo argentino Jonatan Gómez.

A principal novidade do Atlético-MG foi a decisão de Mancini de improvisar o zagueiro Réver na função de volante, sendo que foi dele um dos gols da equipe mineira, que pecou por várias falhas individuais, como a de Fábio Santos no gol de Alecsandro e no pênalti cometido por Guga. Além disso, Vinícius recebeu o cartão vermelho por agredir Dawhan.

Com a igualdade, o CSA chegou aos 26 pontos, terminando a quarta-feira dentro da zona de rebaixamento, em 17º lugar, sendo que o time voltará a jogar na segunda, quando visitará o Botafogo no Engenhão. Já o Atlético-MG, com 32 e na zona intermediária da classificação, vai enfrentar o Santos no domingo, no Independência.

O JOGO – No Rei Pelé, o Atlético-MG começou sendo mais ofensivo, embora o CSA fosse o detentor da posse de bola por mais tempo. O time da casa apostava em Bustamante e Apodi aberto pelas pontas, com Jonatan Gómez organizando as jogadas, mas sendo pouco efetivo. A atuação atleticana não era muito melhor, mas o time era mais perigoso, ainda que apenas em jogadas de bola parada ou em finalizações de longe. Foi assim em cabeceios para fora de Réver, aos 12, e Marquinhos, aos 21 minutos e em chute de longe de Vinicius, aos 30, que exigiu defesa difícil de João Carlos.

Porém, até então pouco criativo, o CSA aproveitou um erro do Atlético-MG para abrir o placar. Aos 33 minutos, Fábio Santos saiu jogando errado, Dawhan ficou com a bola e cruzou no meio da área para Alecsandro, que subiu mais alto do que Leonardo Silva e cabeceou para as redes.

O Atlético-MG ainda teria uma oportunidade para empatar na sequência, num lance em que Alan Costa cortou mal um cruzamento de Luan, quase marcando contra, não fosse a defesa de João Carlos. Na sequência, cruzamento de Fábio Santos ainda acertou o travessão. Mas o primeiro tempo terminou mesmo com o CSA em vantagem.

E o time alagoano tratou de valorizar essa vantagem no começo da etapa final, correndo poucos riscos. O cenário só se alterou após os 15 minutos iniciais, quando o Atlético-MG conseguiu jogar no campo de ataque. Assim, quase empatou o jogo em finalização de Fábio Santos após virada de jogo de Vinicius, com João Carlos fazendo defesa difícil. E marcou aos 23, em chute de longe de Réver, que desviou em Naldo e impediu a defesa do goleiro do CSA.

A pressão atleticana se intensificou com a igualdade no placar, com Maicon Bolt, que entrou em campo durante a etapa final, perdendo duas chances claras, aos 26, após cruzamento rasteiro de Ricardo Oliveira, e aos 28, de cabeça, completando levantamento de Guga. O Atlético pareceu sofrer um baque ao perder Vinícius, expulso, após acertar o rosto de Dawhan, logo depois de um lance em que havia acertado a trave.

Ainda assim, mesmo com um a menos, conseguiu a virada aos 39, com Luan, que dominou a bola no peito e finalizou às redes de dentro da grande, depois de cruzamento de Fábio Santos. Só que a vantagem atleticana durou muito pouco. Afinal, Guga derrubou Jonatan Gómez na grande área. E o argentino bateu muito forte, fazendo 2 a 2 aos 43, fechando o placar do duelo com um movimentado segundo tempo.

FICHA TÉCNICA

CSA 2 x 2 ATLÉTICO-MG

CSA – João Carlos; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo (Celsinho), João Vitor, Jonatan Goméz e Apodi; Bustamante (Bruno Alves) e Alecsandro (Warley). Técnico: Argel Fucks.

ATLÉTICO-MG – Cleiton; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Réver, Elias, Luan (Patric), Vinícius e Marquinhos (Maicon Bolt); Di Santo (Ricardo Oliveira). Técnico: Vagner Mancini

GOLS – Alecsandro, aos 33 minutos do primeiro tempo. Réver, aos 23, Luan, aos 39, e Jonatan Gómez, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Savio Pereira Sampaio (DF).

CARTÕES AMARELOS – Luciano Castán, Naldo e Dawhan (CSA); Igor Rabello, Fábio Santos e Vinicius (Atlético-MG).

CARTÃO VERMELHO – Vinicius (Atlético-MG).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).