Brasil

Na disputa pela presidência da Câmara, deputado presenteia colegas com anéis banhados a ouro e prata

Crédito: Reprodução Instagram

Modelo do anel banhado a ouro distribuído por Capitão Augusto (Crédito: Reprodução Instagram)

Pleiteado para assumir o lugar de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara dos Deputados, o deputado Capitão Augusto (PL-SP) distribuiu anéis aos parlamentares, um dos modelos é banhado a ouro já o outro a prata.

O deputado revela que teve a ideia após receber elogios por usar o anel pelo parlamento. No adereço está escrito “Poder Legislativo” e aparece a ilustração do Congresso Nacional.

Ao jornal O Globo, o parlamentar afirmou que a entrega dos presentes não tem relação com sua candidatura à presidência da Câmara.

“No mandato passado eu tinha feita um anel para mim, personalizado, da Câmara dos Deputados. Ficou muito bonito mesmo. Um amigo meu faz esse tipo de anel. E aí, lá na Câmara, vários parlamentares viram e quiseram. Mas eu não ia cobrar deles. Então dei de presente para os meus amigos esses anéis”, diz Capitão Augusto.

O modelo banhado a ouro foi distribuído para “uns dez deputados, de acordo com Capitão Augusto, já o modelo revestido de prata é oferecido a que aderir à Frente Parlamentar dos CACS (Colecionadores, Atiradores e Caçadores), o que pelas contas do político seja por volta de 80 deputados.

“Eu pensei: vou fazer um anel (para os apoiadores dos CACS). Mas será só de prata, não é banhado a ouro. Mandei um e-mail para os deputados para que informassem a numeração dos anéis para poder presentear. Tem que ter numeração, não tem jeito. Anel apertado não serve”.

Não é a primeira vez que Capitão Augusto distribui presentes aos seus companheiros de parlamento. Ele já deu canetas no formador de arma e prendedores de gravata em formato de fuzil.

“Vincularam (os anéis) à minha candidatura à presidência da Câmara. Me falaram assim: “Poxa, você está distribuindo anel”. Eu respondi: “Gente, se fosse tão fácil assim de ter voto com um simples anel de prata qualquer um seria presidente da Câmara”. Isso daí é só cortesia. É pela consideração pessoal com os deputados”.

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) criticou a medida adotada pelo colega.

“Um mau gosto ético e estético”, disse o deputado ao Globo.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel