Comportamento

Musk absolvido em processo de difamação contra espeleólogo britânico

Musk absolvido em processo de difamação contra espeleólogo britânico

O advogado Alex Spiro, que defendeu de Elon Musk, na saída da corte federal de Los Angeles após a absolvição do magnata. - AFP

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido nesta sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo.

Após cerca de uma hora de deliberações, o juri de um tribunal de Los Angeles inocentou Musk de qualquer responsabilidade no caso, no qual Unsworth exigia uma indenização de 190 milhões de dólares.

Ao escutar o veredicto, Musk abraçou seu advogado e depois disse aos jornalistas: “minha fé na humanidade foi restaurada”.

“Vim por uma decisão e, lamentavelmente, não foi a meu favor como esperava, mas respeito a decisão do juri”, declarou Unsworth, um espeleólogo e consultor financeiro de 64 anos que reside entre Reino Unido e Tailândia.

Musk, 48 anos, era acusado de chamar de “pedo guy” (“cara pedófilo”) o mergulhador britânico, que ajudou a resgatar 12 jovens de um time de futebol e seu treinador presos em uma caverna alagada da Tailândia em julho de 2018.

Unsworth havia qualificado de “truque publicitário” a oferta de Musk de enviar um mini-submarino para realizar o resgate dos jovens.