Economia

Museus e sítios arqueológicos do Peru vão reabrir em 15 de outubro

Museus e sítios arqueológicos do Peru vão reabrir em 15 de outubro

Casal tira selfie em uma das ilhas flutuantes de Uros no Lago Titicaca, perto de Puno, Peru, 4 de julho de 2020 - AFP/Arquivos

Museus e santuários arqueológicos peruanos voltarão a receber visitantes a partir de 15 de outubro, após sete meses de pausa pela pandemia do novo coronavírus, informou o ministério da Cultura nesta quinta-feira (1º).

A reabertura de locais do patrimônio será gradativa e no primeiro grupo não está a cidadela inca de Machu Picchu, a joia da coroa do turismo peruano.

“Serão reabertas as portas dos museus, monumentos e sítios arqueológicos públicos a partir de 15 de outubro, de forma progressiva e por etapas, como parte da fase quatro de reativação econômica do país”, disse à imprensa o ministro da Cultura, Alejandro Neyra.

Ele explicou que o acesso será gratuito a museus e sítios arqueológicos até 15 de novembro, mas com ocupação de 50% da capacidade.

Esta “marcha branca” ou período de testes poderá ser estendido por mais alguns dias, disse Neyra.

Mas Machu Picchu, que assim como os demais sítios arqueológicos está fechada desde 16 de março, não foi mencionada entre os locais que vão reabrir em 15 de outubro, porque é necessária uma coordenação entre o Ministério e autoridades regionais e locais.

O ministério informou que fará trabalhos de desinfecção e manutenção dos museus e sítios arqueológicos para proteger visitantes e trabalhadores e preservar o patrimônio.

Os visitantes deverão se inscrever previamente na página do Ministério da Cultura na internet ou através das redes sociais.

Os visitantes terão que manter pelo menos um metro de distância entre si e usar máscaras. Além disso, será feita a desinfecção das mãos e dos sapatos, será medida a temperatura e se houver febre ou outro sintoma da covid-19, o acesso não será permitido.

Os grupos para fazer visitas aos museus não serão superiores a cinco pessoas. Por enquanto, crianças e idosos não poderão entrar.

Enquanto isso, o governo autorizou a reabertura a partir desta quinta-feira de galerias de arte com 50% da capacidade.

O turismo de aventura, canoagem e a prática de caminhadas foram autorizados em agosto em todo o país como parte da reativação das atividades econômicas.

Em julho reabriram os restaurantes com capacidade limitada e foram retomadas as viagens aéreas e terrestres nacionais. Os voos internacionais serão reativados com sete países latino-americanos.

Com 33 milhões de habitantes, o Peru é o terceiro país latino-americano com maior número de mortos na pandemia (mais de 32.000), depois do Brasil e do México. Também é o terceiro com maior número de contágios (mais de 814.000), atrás de Brasil e Colômbia.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar