Saúde da mulher

Mulheres são internadas após usarem aspirador de pó para menstruação acabar

Enfermeira usou Twitter para alertar sobre o perigo que duas mulheres passaram ao usarem o aparelho de limpeza para a menstruação acabar mais rápido

Crédito: Pexels

Menstruação faz parte da natureza feminina, assim como todo o ciclo ao longo do mês. Contudo, algumas mulheres têm arriscado a saúde na tentativa de fazer a menstruação acabar mais rápido.

Após contarmos aqui em Saúde da Mulher casos de mulheres que colocaram vegetais na vagina para induzir a menstruação (não faça isso, sério!), uma enfermeira revelou através do Twitter que duas moças foram internadas após usarem aspirador de pó para tentarem antecipar o fim do sangramento menstrual.

A profissional relatou que as pacientes de 19 e 23 anos sugaram o sangue para acabar antes com o período. “Moças, por favor parem de usar o aspirador de pó para terminar seu período antes. Você estará sugando mais do que apenas sangue. Tivemos dois casos disso essa semana e as duas mulheres tiveram que ser internadas. Apenas parem!”, escreveu na rede social.

Leia mais

É verdade que a menstruação para na água?
Afinal, existe alguma forma de fazer a menstruação vir mais rápido?

Embora ainda não haja informações nas redes sociais a respeito do real motivo que levou essas mulheres a quererem fazer menstruação acabar mais rápido, muitas pessoas disseram em resposta ao Tweet da enfermeira que a prática poderia ser vista como uma tentativa caseira de “extração menstrual”.

O que é extração menstrual?

A extração menstrual foi desenvolvida em 1971 por membros de uma clínica de auto-ajuda de saúde reprodutiva, nos Estados Unidos. Na ocasião, as ativistas feministas norte-americanas Lorraine Rothman e Carol Downer inventaram um dispositivo caseiro de sucção. Embora criada supostamente para remover o sangue, o produto também fora usado para realizar abortos caseiros no país na ocasião.

Vale ressaltar que este método foi criado antes do surgimento do caso Roe contra Wade (ou Roe vs. Wade), ocorrido em 1973. Trata-se do processo judicial pelo qual a Suprema Corte dos Estados Unidos reconheceu o direito ao aborto ou interrupção voluntária da gravidez, nos Estados Unidos, e classificava qualquer tentativa de intervenção do Estado como uma violação do direito constitucional à privacidade da mulher.

Atualmente, é mais que claro que dispositivo para extração menstrual não é nem um pouco seguro (seja nos Estados Unidos, no Brasil ou qualquer lugar do mundo!). E usar um aspirador de pó para o mesmo propósito é algo ainda mais perigoso.

“Você pode danificar a superfície da vagina e correr o risco de ter mais sangramento ou se infectar”, explicou Shazia Malik, ginecologista do The Portland Hospital for Women and Children, de Londres (Inglaterra), ao site da Vice. “Dá para imaginar os germes da mangueira do aspirador e o poder de sua sucção que ele tem. Há risco de causar um trauma genital. Você pode danificar o colo do útero e acabar sofrendo dores intensas.”

Além disso, não é uma técnica que vá acelerar o fim do sangramento menstrual, uma vez que este “é um processo ativo e natural”, de acordo com Adeeti Gupta, obstetra e fundadora da Walk In GYN Care, em Nova York (EUA).

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Veja a curiosa lista das motos mais vendidas na Alemanha em setembro

+ Pluto TV ‘grátis’ chega ao Brasil para rivalizar com Netflix e Prime Video

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar