Geral

Mulheres na pós-menopausa têm mais risco de evoluir para quadro grave de covid-19

Um estudo liderado pelo King’s College London, no Reino Unido, mostrou que mulheres na pós-menopausa correm mais risco de evoluir para a forma grave do novo coronavírus. Segundo a pesquisa, realizada com quase 600 mil mulheres, altos níveis do hormônio sexual feminino estrogênio podem ter um efeito protetor contra a doença. O estudo, publicado no site medRxiv, ainda não foi revisado por pares.

Por meio de um aplicativo chamado Covid Symptom Study, os pesquisadores analisaram a taxa de infecção pelo vírus prevista em três grupos: mulheres na pós-menopausa, mulheres na pré-menopausa que estavam utilizando pílula anticoncepcional oral combinada e mulheres na pós-menopausa que faziam uso de terapia de reposição hormonal. Os dados foram coletados entre 7 de maio e 15 de junho.

A taxa de covid-19 prevista com complicações graves foi mais alta entre as mulheres na pós-menopausa, na faixa etária de 45 a 50 anos, que relataram sintomas de perda de olfato, febre e tosse persistente, além de necessidade de tratamento com oxigênio.

O índice previsto foi mais baixo no grupo das mulheres que faziam uso de pílula, entre 18 e 45 anos. Elas apresentaram frequência menor de episódios de tosse persistente, delírios, perda de olfato, falta de apetite, fadiga e dor severas. A taxa de hospitalização também foi menor.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Boletim médico de apresentador da RedeTV! indica novo sangramento no cérebro
+ Yamaha se despede da SR 400 após 43 anos de produção
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel