Geral

Mulher trans é morta após se negar a dividir lanche com morador de rua no Distrito Federal

Crédito: Reprodução/TV Globo

Juliana da Cruz Costa, de 33 anos, foi assassinada com um corte na jugular na noite da última quinta-feira (10). A vítima foi atacada por um morador de rua, no Distrito Federal.

A mulher fazia uma refeição no meio da rua, quando foi abordada pelo morador de rua que pediu um pedaço do lanche que ela comia. Juliana se recusou a dividir o alimento e foi atingida na clavícula esquerda com um golpe de faca.

Douglas Fernandes, delegado responsável pelo caso, revelou que Juliana também era moradora de rua e que trabalhava em estacionamentos da região. “A vítima estava com o companheiro. Eles faziam esse trabalho em troca de comida”, falou.

O suspeito está foragido desde o crime. Agentes da 3ª DP passaram por pontos em que o sem-teto poderia estar, mas não encontraram o acusado.

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago