Geral

Mulher que lutou dias por atendimento terá que amputar perna necrosada

Crédito: Arquivo Pessoal

Uma paciente diabética, de 59 anos, terá de amputar sua perna direita após esperar por atendimento médico no Guarujá, no litoral de São Paulo. Em entrevista ao G1, familiares da vítima disseram que o estado de saúde dela é “delicado”. Agora, a mulher aguarda o agendamento da cirurgia. As informações são do G1.

No último dia 07, a mulher feriu a sola do pé e deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Rodoviária de Guarujá. No local, a paciente esperou por nove dias até ser transferida ao Hospital Santo Amaro, que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na mesma cidade, e poderia fornecer o atendimento necessário.


Na última sexta-feira (15), a paciente foi transferida para o hospital, mas já não havia mais o que fazer. Os dias em que a mulher precisou aguardar por atendimento foram suficientes para que a ferida se desenvolvesse ao ponto de necrosar os dedos e a condição se espalhar pela perna.

Depois de ser transferida, a mulher foi informada de que poderia ter o pé ou a panturrilha amputados. Segundo a família, contudo, uma série de exames mais específicos constatou que a necrose já não permite que apenas o pé ou a panturrilha sejas amputados, mas sim boa parte da perna.

Ao G1, a filha da paciente relatou que a mãe terá a perna removida da coxa para baixo. Ela também afirmou que o caso é tratado como urgente na unidade hospitalar, mas a mulher segue aguardando o agendamento da cirurgia. “A demora agrava cada vez mais a situação. Agora, estamos em oração, para dar forças e apoio à ela, porque vamos precisar”, declarou.