Mundo

Mulher que falsificava assinaturas de Clooney é extraditada

ROMA, 21 JUL (ANSA) – Foi extraditada neste domingo (21) à Itália a mulher que falsificava assinaturas do ator George Clooney e cometia fraudes em nome do astro.   

A italiana Vanja Goffi, de 45 anos, e seu marido, Francesco Galdelli, de 58 anos, foram presos em junho, na Tailândia, em uma operação conjunta com as autoridades italianas. O casal era procurado pela Interpol e se escondia na Ásia desde 2014, após uma condenação de oito anos de prisão por vários crimes de fraude na Itália.   

Em 2010, os dois tinham convencidos vários investidores de que o ator George Clooney tinha permitido que usassem seu nome para criar uma marca de roupa. O próprio ator compareceu em uma audiência no Tribunal de Milão para prestar depoimento e negar qualquer ligação com o casal. Vanja Goffi desembarcou nesta madrugada no aeroporto de Malpensa, em Milão, e foi entregue às autoridades italianas. Já Francesco Galdelli ainda está em prisão preventiva na Tailândia e aguarda a sentença do seu processo de extradição. (ANSA)