Geral

Mulher que atropelou marido justifica crime: “Eu já estava morta”

Crédito: Reprodução/Record TV

Cláudia Aparecida, de 48 anos, confessou durante uma live ter matado o próprio marido. Segunda a defesa, a mulher atropelou a vítima por legítima defesa.

Após matar o marido, Cláudia fez uma live onde mostrava o corpo do companheiro embaixo do carro. Ela ainda alegou que pedia ajuda aos familiares, pois era agredida frequentemente, mas que nunca foi socorrida.

A mulher foi presa no dia do atropelamento, mas responde as acusações de homicídio e embriaguez ao volante em liberdade. Em seu depoimento, Cláudia revelou que o marido era usuário de drogas e se tornava agressivo sob o efeito de entorpecentes, tendo agredido a esposa duas vezes anteriormente.

“Eu queria matar porque já estava morta”, contou Cláudia. Ela ainda alegou que estava sendo ameaçada de morte e que fez isso para se proteger.

Segundo a Record TV, a defesa de Cláudia segue alegando que o crime foi em legítima defesa e está tentando impedir que o julgamento vá para júri popular.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago