Geral

RJ: Mulher que atacou verbalmente fiscal da Vigilância Sanitária é demitida

Crédito: Reprodução/ TV Globo

Cena foi divulgada no "Fantástico" do último domingo (5) (Crédito: Reprodução/ TV Globo)

A mulher que foi flagrada discutindo com o superintendente de educação e projetos da Vigilância Sanitária do Rio de Janeiro, Flávio Graça, foi demitida nesta segunda-feira (6) da empresa onde trabalhava. No domingo (5), uma reportagem do Fantástico, da TV Globo, sobre a fiscalização de aglomerações em bares do Rio, mostrou a mulher e um homem discutindo com o fiscal na noite de sábado (4).

“Não vai falar com seu chefe, não?”, questionou o homem. “A gente paga você, filho. O seu salário sai do meu bolso”, afirmou a mulher. “Cadê sua trena? Quero saber como você mediu sem trena”, ironizou o homem. O fiscal respondeu: “Tá, cidadão”, e a mulher rebateu: “Cidadão, não. Engenheiro civil, formado. Melhor do que você”.

Em nota divulgada nas redes sociais, a Taesa informou sobre a demissão da mulher por conta do episódio. “A Taesa ressalta que segue respeitando o isolamento e as mais rigorosas regras de prevenção ao coronavírus e que a empregada em questão desrespeitou a política vigente na empresa. Diante dos fatos expostos, a Taesa decidiu por sua imediata demissão.”

NOTA DE POSICIONAMENTO OFICIAL A TAESA é uma companhia comprometida com a segurança e a saúde não apenas de seus…

Posted by Taesa on Monday, July 6, 2020

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar