Geral

Mulher morre após fazer cirurgia plástica em apartamento no Rio

Crédito: Reprodução/ Facebook

Uma bancária, identificada como Lilian Calixto, de 46 anos, morreu após passar por um procedimento estético na casa do médico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A morte é investigada pela Polícia Civil e pelo Cremerj. As informações são do G1.

Ainda segundo o G1, Lilian saiu de Cuiabá, no Mato Grosso, onde mora, para um procedimento estético nos glúteos. Ela acreditava que faria o procedimento no consultório do médico. Lilian passou por complicações e foi socorrida no Hospital Barra D’or em estado extremamente grave, segundo a unidade de saúde.

O Barra D’or informou que, mesmo após “manobras de recuperação”, não foi possível reverter o quadro de saúde e Lilian acabou morrendo na madrugada de domingo 15. Segundo parentes da vítima, que deixa dois filhos e marido, durante o procedimento foi usado polimetilmetacrilato.

Houve registro do caso na 16ª Delegacia de Polícia Civil (Barra da Tijuca), mas a investigação é sigilosa. O Tribunal de Justiça confirmou na noite de segunda-feira 16 que um pedido de prisão provisória para o médico Denis Cesar Barros Furtado chegou ao plantão judicial. Ele não foi encontrado em casa e é considerado foragido.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) informou que vai investigar as denúncias da morte de Lilian, além de notificar a Polícia Federal sobre o caso.