Cultura

Mulher fazer cosplay no trabalho depois de chefe reprovar sua forma de se vestir

June J. Rivas não deixou passar um caso de assédio moral no trabalho. A norte-americana passou a fazer cosplay de personagens famosos depois de conduta abusiva de sua chefe, que reprovou seu modo de se vestir. Não ficou claro qual peça de roupa que causou a controvérsia, mas acredita-se que seja o lenço na cabeça.

A moradora de Chicago ouviu que o vestuário dela no serviço “não era profissional”, por isso protocolou uma queixa por abuso, uma vez que no contrato dela consta que “não há ‘dress code’, apenas esteja limpa e arrumada”. A resposta veio em forma de um memorando com a seguinte informação: “Agora nós temos um ‘dress code'”. O comunicado informava que chapéus, laços, lenços e coisas do gênero, inclusive “adereços culturais para a cabeça”, estavam proibidos.

Foi, então, que June decidiu entrar com uma ação na Justiça e reportar o caso para EEOC, uma comissão federal dos Estados Unidos que investiga casos de abuso no ambiente de trabalho. E, enquanto o órgão apura o caso, ela faz cosplay para ir trabalhar.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Patrick Estrela, de Bob Esponja, vai ganhar série própria

+ Sylvester Stallone coloca seu Cadillac Escalade personalizado à venda; confira!

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

cosplay EUA trabalho