Mundo

Mulher em estado vegetativo dá a luz em clínica; polícia coleta DNA de funcionários

Crédito: Reprodução/Facebook

Mulher dá à luz após uma década em estado vegetativo em clínica nos EUA (Crédito: Reprodução/Facebook)

Investigadores da polícia começaram a coletar DNA de homens que trabalham em um centro de saúde no Arizona, onde uma mulher em estado vegetativo há mais de 10 anos deu à luz no mês passado. As informações são da CNN.

O sargento da polícia de Phoenix Tommy Thompson disse na quarta-feira que a mulher e a criança, que estavam em dificuldades médicas após serem entregues em 29 de dezembro, permanecem no hospital. 

Os detetives pediram aos homens da clínica Hacienda HealthCare, em Phoenix, que dessem amostras bucais, quem não der voluntariamente será obrigado pela justiça.

“A família obviamente está indignada, traumatizada e em choque pelo abuso sexual e negligência de sua filha na Hacienda HealthCare”, disse o advogado da família, John Micheaels. “A família gostaria que eu transmitisse que o bebê nasceu em uma família amorosa e será bem tratado”.

Segundo a polícia, a investigação do ataque sexual levará algum tempo, já que há um grande número de homens que têm acesso a clínica.

Funcionários da clínica Hacienda consideram a situação de “um incidente profundamente perturbador” e disseram que estão cooperando com as agências policiais e estaduais. O diretor executivo da empresa, Bill Timmons, renunciou na segunda-feira.

A Hacienda “aceitará nada menos do que uma explicação completa desta situação absolutamente horrível, um caso sem precedentes que devastou todos os envolvidos, da vítima e sua família ao pessoal do Hacienda em todos os níveis de nossa organização”, disse Gary Orman, vice-presidente executivo da Hacienda. Conselho de Administração da Hacienda HealthCare.

Na semana passada, o departamento de segurança econômica do estado enviou investigadores à instalação para verificações de saúde e segurança. O porta-voz Brett Bezio disse que o trabalho foi concluído, mas não deu detalhes sobre os resultados das visitas aos pacientes. O departamento de saúde ordenou que a Hacienda implementasse “medidas de segurança reforçadas”, disse a porta-voz Melissa Blasius-Nuanez.