Brasil

Esposa confessa ter matado médico desaparecido em PE

Crédito: Reprodução/ TV Jornal

A motivação de Jussara teria sido vingança por traição (Crédito: Reprodução/ TV Jornal)

A farmacêutica Jussara Paes Rodrigues, de 55 anos, assumiu a autoria do assassinato do marido, o cardiologista Denirson Paes, e confessou ter ocultado o cadáver.

Segundo entrevista do advogado de Jussara, Alexandre de Oliveira, à Folha de Pernambuco, a farmacêutica teria agido por emoção ao descobrir que o marido tinha uma amante.

Denirson desapareceu no dia 31 de maio e Jussara chegou a informar à polícia que a única coisa que sabia do marido era que ele “tinha feito uma viagem internacional e não teria retornado”, mas investigadores descobriram que a vítima havia cancelado a viagem, anteriormente marcada para o dia 2 de junho.

O médico cardiologista foi encontrado no dia 4 de julho, esquartejado, dentro de um poço no condomínio onde morava, em Aldeia, Camaragibe, no Grande Recife.

Inicialmente, Jussara e o filho mais velho, Danilo, foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, sem chance de defesa e meio cruel, e por ocultação de cadáver. Eles estão presos por força de um mandado de prisão provisória.

Em depoimento à polícia, no entanto, Jussara afirmou que planejou e executou o assassinato sozinha, sem a ajuda do filho.

Um áudio compartilhado pela polícia civil mostrou que Danilo implorou para que a mãe “falasse a verdade”.

O inquérito será encaminhado ao Ministério Público de Pernambuco.