Esportes

‘Muito do que o Neymar apanha, ele procura’, diz comentarista do SporTV

Arnaldo Ribeiro afirmou que atacante brasileiro entendeu este papel e não sofre 'agressões' em partidas importantes, como contra o Bayern

‘Muito do que o Neymar apanha, ele procura’, diz comentarista do SporTV

comentarista elogiou Neymar mas o vê como provocador de perseguições dentro de campo (Foto: Reprodução/SporTV)


Durante o “Seleção SporTV” desta quarta-feira, o comentarista Arnaldo Ribeiro elogiou a dupla de ataque do PSG formada por Neymar e Mbappé. O jornalista, contudo, avaliou que muitas das lesões e agressões que o brasileiro sofre no Campeonato Francês são fruto de provocações do próprio atleta. A classificação na Liga dos Campeões em cima do Bayern de Munique e a boa atuação do jogador seriam exemplos desta conduta.

> Confira a classificação atualizada do Campeonato Francês e simule os jogos

– Muito do que o Neymar apanha, ele procura. Porque ele faz algumas jogadas que não são produtivas. Ele poderia muito bem jogar de uma forma como jogou esses confrontos contra o Bayern. Ele sofreu alguma falta dura nesses confrontos contra o Bayern de Munique? Não, ele não “apanhou”. Porque ele jogou coletivamente, soltou a bola rapidamente, não driblou pra trás – avaliou o comentarista.

– E eu acho que a questão da “diversão”, e aí ele lembra um pouco o Ronaldinho Gaúcho, eu prefiro o jogador que seja efetivo em todas as partidas. O Ronaldinho Gaúcho, por um momento, foi isso e foi arte. O Neymar, por um momento foi isso e foi arte, e só arte não basta. E acho que o Neymar tá convencido disso. E acho que quão mais objetivo e solidário ele for, melhor pra carreira dele – concluiu Arnaldo.

O comentarista também falou da qualidade de Mbappé que, para ele, é um dos atletas na “prateleira dos principais jogadores”. Arnaldo destacou a importância do francês para o jogo de Neymar e como eles podem ser uma das grandes duplas do futebol mundial.

– O Neymar tem o privilégio de jogar com ele. E aí, é um francês, num time francês, dividindo com ele o protagonismo, o que é bom pra ele, não é ruim pra ele, é ótimo pra ele. E os dois aí, como foram as grandes duplas do futebol mundial, podem fazer história, os dois juntos. E acho que o Neymar funcionou muito mais quando teve grandes parceiros a altura dele jogando, desde o início lá atrás com o Ganso – afirmou.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS