Notícia

Muhammad Ali morre aos 74 anos


A lenda americana do boxe Muhammad Ali faleceu na noite desta sexta-feira, aos 74 anos, em Phoenix (Arizona), informou sua família em um comunicado.

“Após 32 anos de luta contra o Mal de Parkinson, Muhammad Ali morreu aos 74 anos”, disse seu porta-voz, Bob Gunnell.

Ali, ex-campeão mundial dos pesos-pesados, foi internado na quinta-feira em um hospital de Phoenix, onde vivia parte do ano, com um problema respiratório.

A lenda do boxe – cujo Mal de Parkinson alguns atribuíam aos golpes recebidos durante a carreira – tinha sido hospitalizada no fim de 2014 e no começo de 2015, por pneumonia e infecção urinária, e suas aparições públicas eram cada vez mais raras.

Nascido com o nome de Cassius Clay e campeão olímpico em Roma-1960, o ex-astro começou a carreira profissional no mesmo ano, tornando-se campeão mundial da AMB em 1964, ao derrotar Sonny Liston por nocaute no 7° round.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Mestre absoluto dos pesos-pesados, ele ganhou cedo o apelido de ‘The Greatest’ (o maior), mas causou uma enorme polêmica nos Estados Unidos ao recusar se alistar para combater no Vietnã, alegando convicções religiosas.

Convertido ao Islã, ele mudou o nome para Muhammad Ali. Por ter se recusado de ir ao Vietnã, chegou a ser preso e foi destituído dos seus títulos.

Ele só voltou a ser campeão mundial em 1974, depois de vencer o grande rival George Foreman, em Kinshasa, no Zaire, hoje chamado República do Congo, em uma luta que muitos consideram a maior de todos os tempos.

Outra luta antológica foi em Manila, nas Filipinas, contra Joe Frazier, outro grande adversário.

O título foi perdido novamente em fevereiro de 1978, com derrota para Leon Spins, e reconquistado na revanche, em setembro do mesmo ano.

Sua carreira profissional terminou com uma derrota por pontos para Trevor Berbick, no dia 11 de dezembro de 1981, no Queen Elizabeth Sports Centre de Nassau.

Em 1996, Ali emocionou o mundo ao acender a pira olímpica dos Jogos de Atlanta, já tremendo por causa do Mal de Parkinson.

jr/lg/lr

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS

Tópicos

Ali boxe EUA gente morte