Geral

MPF denuncia doleiro Dario Messer por evasão de divisas

A Força-Tarefa da Lava Jato, do Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro, denunciou Dario Messer, conhecido como doleiro dos doleiros, e outras três pessoas, por evasão de divisas. Segundo o MPF, Messer, Marco Antônio Cursini e os advogados Antônio Figueiredo Basto e Luis Gustavo Flores promoveram a saída do país de 6 milhões de dólares – cerca de R$ 25 milhões – entre 2008 e 2017.

As operações foram feitas, segundo o MPF, sem autorização legal, por meio de transferências bancárias de diferentes contas para a empresa offshore Big Pluto Universal S.A.

Dario Messer teria participado de, pelo menos, algumas dessas operações ilegais. Preso em agosto de 2019, o doleiro é investigado em vários processos, acusado de movimentar dinheiro de forma ilegal para empresários e políticos.

Nos processos mais recentes, Messer é acusado de participar de esquemas de corrupção em que também são investigados o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e o ex-presidente paraguaio Horacio Cartes.