Geral

MP investiga se ex-mulher de Bolsonaro lavou dinheiro do gabinete de Carlos

Crédito: Divulgação

Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente, era chefe de gabinete de Carlos Bolsonaro (Crédito: Divulgação)


O Ministério Público investiga se a ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (PL) Ana Cristina Valle participou em casos de lavagem de dinheiro no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos).

Documentos do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) obtidos pelo Jornal Nacional, da TV Globo, apontam indícios da participação de Ana Cristina na prática das “rachadinhas” no gabinete do filho 02 do presidente da República.

Ela era casada com Bolsonaro quando foi trabalhar como chefe de gabinete do vereador, em 2001, em seu primeiro mandato, até abril de 2008, meses após se separar do presidente.

Registros no Tribunal de Justiça do Rio mostram que ela também atuava como advogada nos últimos três anos em que esteve no gabinete de Carlos. Ela teve um escritório de advocacia e duas empresas de seguro.

De acordo com a reportagem, as empresas funcionavam em um prédio a poucos metros da Câmara de Vereadores do Rio. O MP acredita que a escolha do endereço próximo não tenha sido mera coincidência, e órgão investiga se as atividades de Ana Cristina estavam ligadas com a suspeita de rachadinha no gabinete de Carlos Bolsonaro.

As investigações apontam que, por conta da elevada movimentação de dinheiro vivo, Ana Cristina era a real destinatária dos recursos desembolsados em nome de parentes dela que trabalhavam no gabinete do vereador.

Ainda de acordo com o JN, pelos registros da Câmara, pessoas ligadas a ela ganharam, ao todo, R$ 5,4 milhões só no período em que ela não era mais chefe de gabinete.

A reportagem também encontrou dezenas de processos nos quais a madrasta de Carlos Bolsonaro atuou como advogada em casos de indenizações de acidente de trânsito, o seguro DPVAT.

Testemunhas que teriam sido atendidas por Ana Cristina afirmam que não chegaram a receber os valores que deveriam. O JN também falou com um ex-assessor de Ana Cristina Valle, que trabalhou com ela durante os últimos 14 anos.

Marcelo Luís afirma que o calote nas famílias das vítimas fazia parte de um esquema de lavagem de dinheiro que tinha a participação da ex-mulher do presidente.


Saiba mais
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua