Brasil

Mourão: Salles não se referia apenas ao meio ambiente em reunião ministerial

Crédito: Brazilian Vice-Presidency/AFP

O vice-presidente Hamilton Mourão participa de entrevista coletiva em Brasília (Crédito: Brazilian Vice-Presidency/AFP)

O vice-presidente, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira (14), que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sofre por decisões que foram tomadas no passado e destacou que a fala do titular da pasta na reunião de 22 de abril, sobre “ir passando a boiada” durante a pandemia da covid-19, era a respeito medidas infralegais, e não se restringia a questões ambientais.

“O ministro Salles sofre por, digamos assim, algumas decisões que foram tomadas no passado e não foram as melhores”, disse a senadores, em audiência por videoconferência. “Também por aquela observação que ele fez durante reunião ministerial, que, na minha visão, se referiu a medidas infralegais, e que abrangesse não só a área do Meio Ambiente.”

Sem muitas explicações, Mourão afirmou que estão “procurando colocar Salles em uma melhor posição do que ele vem tendo”. Ressaltou ainda que a decisão sobre os ministros é do presidente Jair Bolsonaro e que, por enquanto, o titular da pasta do Meio Ambiente desfruta da confiança do chefe do Executivo.

Indígenas

Mourão afirmou que a Secretaria Especial de Saúde tem um orçamento “muito bom” para prestar assistência básica à população indígena. De acordo com ele, são R$ 1,6 bilhões destinados para a área. “Desde que seja bem utilizado, não haja desperdício ou o bichinho da corrupção o alcance, temos condições de estabelecer medidas”. Entretanto, Mourão reconheceu que há um desfalque no quadro pessoal da Fundação Nacional do Índio (Funai).

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Veja também

+ Gésio Amadeu, o Chefe Chico de Chiquititas, morre após contrair Covid-19

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Seu cabelo revela o que você come (e seu nível socioeconômico)

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?