Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A manifestação de apoio do general Hamilton Mourão (PRTB) a João Doria, candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, não agradou alguns integrantes do PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro. As informações são do jornal Folha de S.Paulo. A irritação começou porque Bolsonaro decidiu não manifestar apoio a nenhum candidato no segundo turno da disputa pelo governo de São Paulo. Mourão, seu vice, porém, teve um encontro com Doria na quarta-feira (17) e declarou seu apoio.

De acordo com a Folha, o encontro foi registrado com fotos, divulgadas nas redes sociais, e ainda teve a participação de Levy Fidélix, presidente do PRTB, fazendo o sinal de ‘acelera’, característico de Doria. A reunião aconteceu sem o acordo da campanha de Bolsonaro, mesmo que o presidenciável tenha sido marcado na publicação. Na última semana, o senador eleito Major Olímpio (PSL) declarou que votará em Márcio França (PSB) na disputa pelo governo paulista “por exclusão”. Segundo informações da Folha, ele é opositor de Doria e foi quem evitou que o candidato se encontrasse com Jair Bolsonaro na busca de apoio.