Economia

Mourão: ajuste fiscal e produtividade seguem como pilares da política econômica

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira, 13, que o ajuste fiscal e aumento da produtividade seguem sendo os principais pilares da política econômica brasileira. Durante participação na 39ª Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), ele afirmou que o governo segue empenhado em garantir a retomada sustentável da economia o mais breve possível.

“Embora o mundo passe por um momento desafiador, não podemos perder de vista as reformas estruturais”, disse durante o encerramento do evento. Ele destacou as propostas de reformas administrativa e tributária enviadas ao Congresso pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Ainda, que o presidente Jair Bolsonaro trabalha para levar adiante projetos de infraestrutura.

Em um discurso para exportadores, Mourão afirmou que a interação entre o governo federal e o setor privado é fundamental. Segundo ele, o comércio exterior é fundamental no crescimento e desenvolvimento de qualquer nação. “O Brasil está mais aberto do que nunca ao comércio exterior. O governo do presidente (Jair) Bolsonaro implementar medidas que visam facilitar cada vez mais esse fluxo cambial”, disse.

Ao citar a pandemia do novo coronavírus, Mourão afirmou que a crise sanitária acelerou mudanças e “agravou tensões e vulnerabilidades ao redor do mundo”. Ele também ressaltou medidas econômicas do governo do presidente Jair Bolsonaro, a quem citou nominalmente diversas vezes, nos últimos meses. “Cerca de 10% do nosso Produto Interno Bruto foi canalizado para financiar medidas extraordinárias para diminuir os impactos da crise.”

Mourão afirmou que a economia brasileira já mostra resultados e disse que dados recentes do Ministério da Economia “são animadores”. “Estima-se que nosso PIB (Produto Interno Bruto) deve encolher cerca de 4,8%, de acordo com previsão do Banco Central. É um número positivo, se comparado com as estimativas iniciais e também com a queda média prevista para economias latino americanas”, disse.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

“O governo permanece com mensagem otimista, trabalhando para que a sustentabilidade e a economia do conhecimento propicie um novo ciclo de crescimento para o País, que tem como um dos principais vetores o comércio exterior. Temos uma oportunidade única de transformar a força disruptiva da pandemia em ímpeto para fomentar a criatividade, o empreendedorismo e o crescimento econômico.”

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’
+ 6 fotos em que o design de interiores do banheiro foi um fracasso total. Confira!
+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

Tópicos

economia MOURÃO