Geral

Motoristas de ônibus recusam proposta de reajuste e anunciam greve em São Paulo

Crédito: Rovena Rosa/Agência Brasil

Usuários do transporte público esperam ônibus em ponto da Avenida Paulista durante a fase vermelha da pandemia de covid-19 na capital (Crédito: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Motoristas de ônibus de São Paulo devem paralisar o serviço nesta quarta-feira (25) na capital. A decisão foi aprovada em uma assembleia geral organizada pelo sindicato da categoria. As informações são do portal IG.



+ Menino de 6 anos cai do 4º andar de prédio; pai acusa madrasta de jogar a criança
+ ‘Tentou me matar diversas vezes’, diz jovem que teve o rosto tatuado pelo ex-namorado
+ OVNIs: Pentágono revela mais de 1.500 documentos secretos

Os servidores também decidiram, por unanimidade, pela realização de protestos em todos os terminais de ônibus de São Paulo a partir das 14h. A greve foi definida após a recusa da proposta salarial apresentada pelo SPUrbanus, rejeitada pela diretoria do sindicato e pela comissão de negociação dos trabalhadores na última quinta-feira (19).

Valdevan Noventa, presidente do Sindmotoristas, lamentou a situação.

“Gananciosos e insensíveis, os concessionários do sistema do transporte público urbano de São Paulo não estão preocupados com as consequências do seu jogo sujo, o quanto isso pode afetar os condutores, usuários de ônibus e a população em geral”, declarou.

Também na quarta-feira (24), a Assembleia do Sindicato dos Metroviários de São Paulo aceitou a proposta para a categoria e cancelou a greve que faria nesta quinta-feira (25). A decisão foi tomada após votação online e garantiu o funcionamento das linhas do metrô.